Arquivos para categoria: Uncategorized

Os duendes das estatísticas do WordPress.com analisaram o desempenho deste blog em 2010 e apresentam-lhe aqui um resumo de alto nível da saúde do seu blog:

Healthy blog!

O Blog-Health-o-Meter™ indica: Mais fresco do que nunca.

Números apetitosos

Imagem de destaque

A Torre de Pisa tem umas escadas com 296 degraus até ao topo. Este blog foi visitado cerca de 1,200 vezes em 2010. Se cada visita fosse um degrau, já teria subido a Torre de Pisa 4 vezes

 

Em 2010, escreveu 7 novos artigos, nada mau para o primeiro ano! Fez upload de 22 imagens, ocupando um total de 2mb. Isso equivale a cerca de 2 imagens por mês.

The busiest day of the year was 15 de dezembro with 62 views. The most popular post that day was About.

De onde vieram?

Os sites que mais tráfego lhe enviaram em 2010 foram dospassosdabailarina.wordpress.com, orkut.com.br, facebook.com, mail.live.com e weheartit.com

Alguns visitantes vieram dos motores de busca, sobretudo por ballet, bailarinas de ballet, anna pavlova, musculos abdominais e musculo piramidal

Atracções em 2010

Estes são os artigos e páginas mais visitados em 2010.

1

About novembro, 2010
10 comentários

2

O Mesmo Como Nunca: Anna Pavlova dezembro, 2010
5 comentários

3

Pés Como Raízes Profundas novembro, 2010
1 comentário

4

Noverre e os Ports de Bras novembro, 2010

5

Pesquisando a Relação Quadril-En Dehors novembro, 2010

Anúncios
Aspen ballet

Ballet de Aspen

Este blog é dedicado à minha turma de ballet adulto no Estúdio Khalige, bem como a todos aqueles que descobriram uma vontade, ou coragem para começar a dançar na fase adulta.

Quem já experimentou sua primeira aula de dança, sabe que o momento em sala é curto para dialogar sobre todas as questões que surgem dentro dela, por isso abro aqui este espaço, que tem a pretensão de ser como aquele bate-papo gostoso depois da aula, tomando um cafezinho e relembrando aquela sequência complicada que o professor acabou de passar, ou questionando se os colegas também sentiram uma fisgada na musculatura depois de tantos elevés, relevés, developés*, e outros “és” do dicionário clássico.

Falar sobre dança é sempre motivador pra mim pois, diferentemente de muitas pessoas que tenho encontrado por aí nos cursos e workshops, acredito que ensinando/dialogando se aprende muito mais. Se eu paro para explicar como um determinado movimento acontece, aprendo sobre cinesiologia, mas principalmente sobre minha relação com o meu corpo e com o corpo do outro. Assim preparo um terreno fértil para novas experiências, caminhos, formas e relações.

Como água, toda essa informação flui para o cotidiano. O corpo em movimento revela verdades escondidas de nossos próprios olhos. Puxa vida! Porque será que eu não consigo me colocar em en dehors** como fulano? Será que não é porque mamãe sempre dizia: Fecha essas pernas menina! E a informação ficou lá gravadinha no sub-consciente. Hum, pode ser que outras coisas também estejam fechadas… Será que também não estou assim em relação a novos projetos, idéias, etc? Uma simples rotação de coxa pode nos levar a questionar padrões de comportamento, como já afirmou Rudolf Laban: “Cada fase do movimento, cada mínima trasferência de peso, cada simples gesto de qualquer parte do corpo, revela um apsecto de nossa vida interior “

Referência:

LABAN, Rudolf Von. Domínio do Movimento. 3 edição. Trad. Anna Maria de Barros de Vecchi e Maria Sílvia Mourão Netto. São Paulo: Summus, 1978.

* Passos de ballet clássico

** Significa para fora, princípio básico do ballet.